Postado por Simone de Moraes 04:13:33 25/10/2011

Paulo Bertran

O historiador, poeta e escritor Paulo Bertran, falecido em outubro de 2005, recebeu dupla homenagem da Câmara Legislativa nesta segunda-feira (24) à noite. Primeiro, às 18h30, foi descerrada a placa que oficializa o nome da biblioteca da Casa como Biblioteca Paulo Bertran. Em seguida, ocorreu o sarau Tributo a Paulo Bertran, no foyer do plenário, com a presença de familiares, amigos, parlamentares, artistas e admiradores do homenageado. O sarau -primeiro evento do gênero realizado na CLDF - é fruto de parceria com a Câmara dos Deputados.

As homenagens a Bertran são um reconhecimento a sua relevância para a cultura do Distrito Federal e do Centro-Oeste. É também uma manifestação de gratidão da Câmara Legislativa que o teve como um de seus primeiros servidores.

"Nós é que nos sentimos homenageados, ao celebrar a vida de uma pessoa, e também um servidor da Casa, que ajudou a construir a democracia no DF", afirmou o presidente da CLDF, deputado Patrício (PT). O parlamentar também salientou a importância de a população utilizar a biblioteca, que tem acervo de 20 mil exemplares. "Para sermos de fato a Casa do Povo, é preciso que a população venha conhecer o Legislativo".

Já o terceiro secretário, Joe Valle (PSB), disse que é um prazer homenagear "um intelectual que estará sempre no amanhã de todos nós" e, referindo-se a história de Bertran na Universidade de Brasília, "cuja obra honra a memória de Darcy Ribeiro". Também presente à solenidade, o reitor da UnB, José Geraldo de Sousa, disse estar feliz de ver "a ligação entre a Casa do Povo e a Casa do Pensamento do Povo", referendo-se à universidade.

Sarau - O Sarau em Tributo a Paulo Bertran contou com declamação de poemas do autor, música ao vivo e o lançamento de um livro inédito de poesias, Sertão de Campo Aberto, e de uma re-edição de sua principal obra acadêmica: História da Terra e do Homem do Planalto Central. Na abertura do evento, sua ex-companheira, Maria das Graças Fleury Curado, observou que Bertran foi inovador em questões metodológicas e epistemológicas e que sua relevância como historiador abrange não só o Goiás e o DF, "mas todo o Brasil".

Biografia - Nascido em Anápolis (GO), em 21 de outubro de 1948, Paulo Bertran recebeu o título de Cidadão Honorário de Brasília por outorga da Câmara Legislativa. Foi fundador e primeiro editor do suplemento cultural DF Letras, publicado pela CLDF a partir de 1992. Escritor, com dezenas de artigos em jornais, revistas e publicações especializadas – foi criador, junto com Maria das Graças Fleury Curado, do memorial das Idades do Brasil, em Brasília.

Bertran escreveu livros sobre a poesia e história de Goiás e do Distrito Federal, entre eles Formação Econômica de Goiás e História da Terra e do Homem no Planalto Central: Eco-história do Distrito Federal. Do indígena ao colonizador. O autor ainda participou diretamente dos trabalhos que levaram ao reconhecimento da cidade de Goiás (GO) como Patrimônio Cultural da Humanidade, além do tombamento do Conjunto Art Decó de Goiânia e do tombamento do Conjunto Arquitetônico de Cáceres, em Mato Grosso.

O homenageado foi professor universitário em Brasília e em Goiânia. Economista, formado pela UnB, com pós-graduações em História e Planejamento pela Universidade de Strasbourg, na França, Bertran atuou em diversos órgãos públicos e empresas privadas.

Bruno Sodré de Moraes - Coordenadoria de Comunicação Social